terça-feira, 2 de setembro de 2014

Vamos falar de...CASAMENTO!

Oi gente,como estão?
O assunto do post de hoje é casamento.E qual a novidade?Pois bem,o blog é de casamento,certo?!
Certo,mas hoje falarei do casamento em si,de estar casada,não da festa ou do vestido de noiva.
O que é casamento?
Segundo uma definição encontrada na web se trata de um vínculo estabelecido entre duas pessoas ,mediante ao reconhecimento governamental, religioso ou social e que pressupõe uma relação interpessoal entre duas pessoas e blábláblá.
O casamento é o relacionamento mais antigo do mundo,Deus o criou lá no jardim do Éden.Em Gênesis 2.24 diz o Senhor : "Por isso, deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne."
O casamento sempre esteve nos planos de Deus e é tratado como algo realmente 'até que a morte separe'!
Vivendo nessa blogsfera casamentícia desde 2011 percebi que muitas pessoas estão dando muito mais valor à festa de casamento, aos preparativos, ao luxo, ao 'minha festa será melhor que a da fulana' do que ao verdadeiro sentido do casamento!Casamento se torna algo fútil...perde o sentido!
Depois que me casei,que passou a euforia do casamento lindo, dos preparativos e tudo mais, pude notar que o casamento começa quando voltamos de Lua-de-mel,sim,ai é que a vida a dois começa.
Por muito tempo eu sonhei com o dia em que eu e me casaria, com meu vestido, a festa, o que serviria e como sabem,o Senhor me honrou e realizou meu sonho,mas e aí?
Casamento é um desafio, e sinceramente, eu desconfio de todas as pessoas que dizem estar em Lua-de-mel,o começo é meio complexo, fase de adaptação - não é regra ,estou dando uma opinião - criações e costumes diferentes, manias, convivência.
Dessa forma, de nada adianta um casamento super chique de não há amor verdadeiro,se não há respeito, se não há cumplicidade!
Não,eu não me arrependi de ter casado.Sim,mesmo que às vezes eu tenho vontade de esganar o Marcelo,eu o amo!

Portanto noivinhas, prestem atenção e se preparem para o pós-casamento, pós-festa,pós-lua-de-mel...
Seu amor vai te irritar, você vai descobrir  coisas que jamais imaginou e você vai irritá-lo,mas nunca deixem que pequenas coisas( sim,vão discutir por pequenas coisas!) façam com que esqueçam o motivo pelo qual se casaram!

Pretendo em breve postar sobre alguns livros que li e são bem legais!
Fiquem com Deus!
Beijocas!

4 comentários:

  1. Infelizmente muitas pessoas tratam casamento como negocio ....e o real sentido do casamento se perde.... exemplo disso são tabtos casais q casam e em no máximo 3 meses se separarm... infelizmente alguns valores hj em dia estão se perdendo...

    ResponderExcluir
  2. Irmã, vc disse tudo.
    Eu acompanhei seu casamento e acompanhei o inicio da sua vida de casada, lembro de vc estressada.. kkkkk
    Mas naquilo tudo eu aprendi com vc, que sempre ressaltou a importancia do casamento de fato, e não da festa. E com isso eu fui me preparando (ou tentando) pq percebi que até então, eu estava focada na festa e não no que viria depois.
    Pra mim foi de grande valia, e hoje, casada ha quase tres meses, eu percebo que se eu não tivesse parado pra valorizar tanto a vida a dois depois da festa eu teria enfrentado sérios problemas.
    É como vc disse, fácil não é. Existem diferenças e manias desconhecidas ate entao e a fase de adaptação é osso! Mas com Deus na frente e dedicação todo mundo consegue.
    Bjooooooooo

    ResponderExcluir
  3. Sim Renata, estás certíssima...mas mesmo sendo difícil é no início que precisam acertar essas diferenças, essas coisinhas, é como criar um filho, ainda não criei kkk, mas é o mesmo princípio, existe um desgaste inicial, precisa ter paciência persistência, para depois as coisas andarem nos conformes...estou casada a dois anos, e pasmem até hoje ainda existem coisas a serem ajustadas, mas o importante é ajustar, por exemplo, quando casei, meu marido não me ajudava em nada, e pra piorar bagunçava tudo, tipo a famosa toalha molhada na cama? tipo um copo sujo que pode ser colocado na pia, mas prefere deixar na mesa, meio metro da pia? tipo o copo sujo colocado na pia sendo que vc acabou de lavar toda a louça? são exemplos reais, que acontecem, pode esperar....e como mudar? Ensinando que agora são dois, que vc não é mãe dele, que ele precisa ajudar a cuidar da casa, que você não quer ter que ficar brigando por causa de coisas tão obvias, etc etc...
    Foi foi foi....que consegui, hoje ele é super companheiro, se faço comida ele tá junto, já vai lavando, organizando, se ele faz é a mesma coisa, se eu esqueço de algo levo puxão de orelha, e assim vamos indo...no início era muiiiiiita briga mesmo, mas foi para o nosso bem...te falei tudo isso, não porque seja o seu caso, apenas pra comprovar que no início não é moleza não, e só com muito amor, com muita compreensão os casais sobreviverão!
    boa sorte e tudo de melhor pra vcs!
    Bjks

    querosermami.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Re pura verdade, nesse tempo de blogosfera vi casamentos lindos, mas que infelizmente se desfizeram antes mesmo de completar um ano. Acho que casar nçao pode ser uma atitude tomada no impulso, pois tem os dois lados, é uma delícia ter a pessoa amada todo dia ao seu lado, mas durante o namoro quando algo chateava era só cada um ir para o seu canto e pronto, agora não, qualquer coisinha o máximo que conseguiriam ficar sem se ver são nos comodos da casa
    Casar não é comércio é algo sério.

    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou?Deixe aqui seu comentário,ele é muito importante para mim!